Tenho medo

Tenho medo do futuro
Tenho medo da política
Tenho medo da economia
Tenho medo da cidade

Medo de me perder
Medo de me arrepender
Medo de morrer

Medo pelo futuro do nosso planeta
Que queima como carvão numa churrasqueira
E quando se lava sai água preta

Medo do que pode acontecer
A cada vez que saio na rua
Levar um tiro ou pancada em casa esquina
Medo da violência

Medo do sistema
A corrupção por todos os lados
Do motorista que estaciona em lugar proibido
Aos deputados, senadores e juízes em Brasília
Medo da roubalheira que corrói nosso país

Medo da ignorância
Tanta gente boa sendo manipulada 
Defendendo o sangue e a barbárie
Medo pelos que serão julgados pela turba ensandecida 

Medo da manipulação
Da mídia, partidos e políticos
Com seus vários interesses
E nenhuma vontade de melhorar o mundo

Medo das pessoas
Que se julgam inteligentes mas não veem um palmo à frente
Se perdem em tramas conspiratórias e sem sentido
Esquecendo o que as motiva e como deveriam agir

Medo de mim mesmo
Impulsivo e errôneo
Tomando decisões sem o coração ou a cabeça
Perdido no meu próprio medo

Tenho medo
Continuo com medo
Na noite escura e sem companhia
De muita coisa tenho medo

(Thomas Tyn Chow Wang – 26/08/2019)
Sugestão de leitura: Ela ama o mar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *