Testamento

Quando eu morrer, doem meus livros e brinquedos
Se for no trânsito, coloquem uma ghost bike no local
Seja uma colisão, atropelamento ou decorrência dos meus ferimentos
Coloquem uma placa com meu nome e o que eu defendia
Escrevam o que eu teria escrito numa homenagem a vocês

Na minha lápide, escrevam que eu morri tentando mudar o mundo
Inspirado por alguns e inspirando outros
Um idealista até o fim

Contem minha história
Os anos de estudos nas escolas por onde passei
As faculdades que cursei
As viagens que fiz
As pessoas que conheci
Tudo que vivi e escrevi

Lembrem de mim com suas memórias, boas e ruins
Cantem minhas músicas favoritas em minha homenagem
Pintem bicicletas no chão e cobrem melhorias nas nossas cidades
Mais calçadas e ciclovias
Menos velocidade e violência

Independente de onde eu tenha conhecido você que lê
Lembre-se de nossos momentos juntos
Ria do que foi bom chorando a minha morte
Faça amigos no meu enterro
Plantem árvores em minha homenagem
Ajudem-se uns os outros a suportar a dor
Pensem que estarei num lugar melhor que esse
Unam-se na defesa dos mais fracos
Implantem um ciclovia e ponham meu nome nela
Protejam os necessitados e os alimentem

Independente do que aconteça, vejam meus ideais
Utilizem minhas frases de efeito, vídeos, textos e fotos em prol das causas que eu defendia (ou defenderia se aí estivesse?)
Se for atropelado, ocupem a rua e exijam uma ciclovia 
Vejam o mundo com os olhos que eu veria
É isso que eu peço
Se eu morrer atropelado ou em decorrência do trânsito

(Thomas Tyn Chow Wang – 03/09/2019)
Sugestão de leitura: Bike Zona Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *